quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

A BATALHA FINAL

As folionas do Lá Vem Elas nem se dão conta de que carregam uma bandeira com o sugestivo título de anúncio da chegada dos arqui-rivais blocos carnavalescos do final dos anos 60, GEFS e ALEGRIA, ALEGRIA ou ALEGRIA, ALEGRIA e GEFS! Depois de se degladiarem nas ruas e praças da cidade, a apoteose se dava com a entrada nos salões do Campo Maior Clube ou do Grêmio Recreativo de Campo Maior, os dois mais “afobados” bailes carnavalescos daquela eletrizante época. Com o gosto de cinzas na boca e ressoando no ouvido os primeiros acordes do "ai, ai, ai, ai, ai, tá chegando a hora...! o "Zé Pereira" anunciava o final da folia de Momo e de mais uma animada e pacata férias de fim de ano, em Campo Maior.

16 comentários:

Anônimo disse...

A porta bandeira é uma Portela ali da Bona Primo, não tou lembrando o nome agora.

Anônimo disse...

Era a Maria Teresa...

Pedro - De Salvador disse...

Desses blocos eu me lembro que minha irmã participava do que era mais povão e mais numeroso. O outro era mais elitista, mais da turma oriunda do ginásio Santo Antônio. Eu os via pelas ruas ou na Bona Primo porque eu só podia frequentar os bailes vesperal ou pela manhã. Hoje sou pai e essas bonitas moças já devem ser vós. Fazer o que? Cest la vie!
A porta-bandeira deve ser irmã do Leopoldo.

zan disse...

O carnaval de campomaior tem duas istorias, uma antes outra depois dum bloco que tinha eu, marreca, capote, chico oim, carlinhos, pedro graxa, caspita e outros que não lembro mais. Sambafo era o nome da coisa. Muita garota que perdeu os penduricalhos das fantasias nesse tempo, 75/76, deve ser avó por conta disso, hoje. As mães das garotas me pediam pra vigiar o que elas faziam depois dos bailes no gremio... e eu vigiava, ora se vigiava... Quem é que se lembra mais disso ai, galera do fundão...?

Washington Araújo disse...

A porta bandeira é a Bebeta Portela, a outra é a Genilda, filha do Tatá.
Quanto ao meu amigo ZAN, agora alcunhado de SUPERZAN, vi uma foto sua num encontro de campomaiorenses em Brasília e quase não o reconhecí; está com visual de cineasta americano. Ave, ZAN!!!

Milton - Goiânia disse...

Genilda, irmã da "nenenzinha", e d Gilberto do Tatá, antes de casar com o Zaíro,irmão do Hélder(ambos falecidos), filhos do Wilson da Arakém. Mais isso é coisa para SUPERZAN, o guerrilheiro da Batalha do Jenipapo que sabe mais do assunto dessa e de épocas que só Fidié esclareceria.

zan disse...

Me deixa keto, milton, pelamordedeus...

zan disse...

Washington, cê precisa me ver pessoalmente, cara, dia desses numa parada de ônibus aqui em Teresina uma garota encostou em mim dizendo que eu parecia um artista de cinema (como se só existisse artista de cinema tipo Alain Delon e Marlon Brando, pode?), no fim das contas percebi que ela queria que eu pagasse a passagem dela, paguei e conversei com ela até à Frei Serafim... Se eu cantei ela? Toda vida fui ruim nisso e pra quê se ela tinha me cantado ou quase? Bom, terminanos a conversa ela me convidando pra conhecer a igreja dela, ela me confessando que nunca tinha conhecido um cara tão sério como eu e eu acreditando... Isso dá até cinema, companheiro... Qualquer dia vou conhecer a igreja da garota... (ainda morro disso...)

Milton disse...

Zan aconteceu com o Carlos Said em Fortaleza. Um loura gostosa na praia encheu ele de elogio e o convidou pra ir pra casa dela, chegando lá ela chamou o filho e mostrando o grande jornalista e advogado disse: tá vendo esso moço, se você não comer vai ficar imprialzin a ele.
Zan, esta e veeeelha!
Mais é boa

zan disse...

Contei aquela estória pro nosso arquiteto Olavo Pereira e ele riu demais fazendo o comentário óbvio pra quem tá (teve)fora daqui por um:esse tipo de coisa só acontece por aqui (ou em Fortaleza) que é parecidíssimo com o Piauí, a diferença é aquela ventania o dia todo...

Anônimo disse...

SUPERZAN, o Milton sabe de cada coisa... até parece que também é fundador da agência do Banco do Brasil em Campo Maior, ou um pouquinho mais antigo.

zan disse...

Milton, se tu fores quem dizes que és, marco um duelo contigo no próximo festejo de santo antonio. Escolha as armas e prepare-se até lá, grande vigarista... Eu já tou por cá afiando meu colino, como diz o Netto...

Francisco Macedo Junior disse...

Arrocha aí SuperZan...esse duelo vai dar o que falar...Estarei lá pra presenciar...hehehehehehe

zan disse...

Dar o que falar vai ser quando eu mandar pro Netto as fotos que eu tou garimpando aqui do Bloco Sambafo, junto a meus amigos Marreca, Capote, César Oião, Pedro Graxa e outros. Vai ser um assombro, sassaricando...

amaral disse...

só me lembro dos piratas-do-samba, com o marreca tocando um tambor de couro de cobra. esse tambor ficava lá pela casa do chico augusto e eu augusto cesar saíamos a bulir com ele.

Anônimo disse...

A Maria Critina , filha da Bebeta é muito parecida com ela, são identicas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...