sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

TE PEGO LÁ FORA!

- “Quêêêima!!! Quêêêima!!!, Ibúúú!!! Mete o bofete, diacho!!!!”
- “Chega, professora, parece que os filhos do seu Nascimento estão batendo em alguém lá fora!!!
- “Corre lá, Zé Cândido!”
- “Correr como, professora? Tou aqui pra bater a sineta e fazer a ponta dos lápis...!”
Todo colégio que prezava o nome tinha esse desfecho com luta livre no final das aulas. Já os alunos não davam muito importância à “farda”, quando o “siribolo” era caseiro; entre eles. No Ginásio Santo Antônio não poderia ter sido diferente. Estranho mesmo, é que na maioria das vezes, não eram os filhos varões dos papais, que estavam batendo em algum desafeto raquítico temporário, era a bonita garota Mônica Bona que estava cumprindo à risca, a promessa que tinha feito a algum coitado menino que caiu na besteira de contrariar a irmã do Zé Ovídio, que ficava de longe, sabiamente, só olhando - ele também carregava no corpo experiências domésticas mal sucedidas.
O dever de casa da Mônica começava na porta do colégio, com bolsadas, pontapés, bofetes, azunhadas, e, pra não deixar a vítima correr, o fatal golpe feminino do “puxarranco” de cabelos. No caso, alguém tinha que apartar mesmo; com cabelo e tudo.
No dia seguinte, parece que não tinha acontecido nada. Até porque a Mônica já estava com outro Zezinho na alça de mira. Previsão de que no final das aulas daquele santo dia, no Ginásio Santo Antônio, seria religiosamente cumprido, o te pego lá fora.

Foto: Museu do Paulo&BitorocaraNews
Caro leitor, caso queira tomar conhecimento do que já foi publicado na primeira edição deste Blog BitorocaraNews, é só clicar no link disposto ali no final do texto (mais antigas). Lá tem, no mínimo, 300 anos de história e costumes do povo de Campo Maior. Aqui tem também da primeira fase do Bitorocara: http://jd.netto.zip.net/

10 comentários:

zan disse...

Encontrei a Mônica um tempo desse por aqui, (quer dizer, lá por Brasília, ainda não aterrisei...} Outra criatura, o tempo passa e transforma antigos modos em coisa melhor. Principalmente quando se tem filhos a quem dar exemplos...
Salve Mônica, ex-garota terrível do Ginásio Santo Antonio...

Júnior Sarado disse...

Peraí, essa Mõnica aí é aquela velha que foi candidata a vereadora aqui em Campo Maior? Caaara,que doideira

Anônimo disse...

Rapaz será que esses cara apanhavam só pra se abraçar com ela? Que gata mermão.

Anônimo disse...

A Mônica Bona marcou época em Campo Maior. Era realmente muito bonita, mas o senhor tempo é implacável...

Anônimo disse...

Que nada anônimo, ela ainda dá um caldo "nectante".

Anônimo disse...

Ela é muito ruim é de voto. Vide a lista do TRE.

Anônimo disse...

a verdade e que de vez em quando aqui em campo maior ainda escultamos um "te pego lá fora" com a Monica Bona como protagonista....é com uma parete do prefeito...é com um homem que disse q ela não ganhava as eleições(como de fato não ganhou).E é
genetico essa "valentia",as filhas dela tambem não deixão passar nada...
de fato ela era mto bonita,e ainda é uma "senhora" bela.. :)

Anônimo disse...

Acho que os meninos apanhavam dela porque, convenhamos, quem iria bater numa gata dessa meu irmão?

Monica disse...

ESSE JÚNIOR SARADO DE SARADO NÃO TEM NADA NO MINIMO É UM DESPEITADO E EU NAÕ ADMITO NEM DEI PERMIÇAÕ PRA MIMGUEM COLOCAR MATÉRIA A MEU RESPEITO TIRE ISSO AI PORQUE SE NAÕ EU ABRO UM PROÇESSO CONTRA VOCES NAÕ ESTOU AQUI PARA DAR IBOPE PARA NINGUEM CERTO?

Anônimo disse...

TE PEGO EM QUALQUER LUGAR:

Se a Mônica pegar o Júnior Sarado, mermão, vai sair PORRADA!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...