quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

BATALHA DO JENIPAPO

LEONARDO DE NOSSA SENHORA DAS DORES CASTELO BRANCO. Nasceu Leonardo Carvalho Castelo Branco na Fazenda Taboca, município de Parnaíba, depois Barras, hoje Esperantina, em 1788 e faleceu em 1873. Político, cientista, militar, poeta, prosador e mecânico de gênio inventivo. Foi Alferes e Secretário da Divisão Auxiliar do Piauí. Envolveu-se nas lutas pela independência do Brasil. Participou do movimento separatista de Parnaíba. Em 1823 apoderou-se da Vila de Piracuruca e a 5 de fevereiro proclamou a Independência em Campo Maior, aclamando D. Pedro Imperador e Defensor Perpétuo do Brasil. Na fronteira de Estanhado (União) com o Maranhão foi traído, enviado para São Luis e depois para o presídio de Limoeiro, em Lisboa, Portugal. Foi anistiado em 1823. Devido ao seu prestígio com Dom Pedro, conseguiu patrocínio para a construção do seu invento – Moto Contínuo - que fracassou. Sua obra mais importante é A Criação Universal, com 4.247 versos.
"Para a ciência propriamente dita, sua obra não trouxe qualquer contribuição. Mas, por ser obra de um homem nascido e criado numa das mais rústicas Províncias do Norte do Império (Piauí), é de reconhecer-se que ele se superou a si próprio e honrou a terra natal"
(Historiador e Mons. Joaquim Chaves).

Nota do BitorocaraNews

Moto Contínuo - O que é? Um moto-contínuo seria uma máquina que operaria indefinidamente, sem consumo de energia ou ação externa, apenas por conversões internas de energia, ou seja, uma máquina totalmente conservativa, o que segundo os físicos não poderia existir porque toda máquina sempre dissipa energia, por menor que seja, mas dissipa. E essa energia perdida pode ser liberada em forma de calor, som, luz e etc.
Moto Contínuo - Para que serve? Se fosse possível construir tal máquina, os problemas energéticos do mundo estariam resolvidos, já que não apenas funcionariam sem o consumo de energia, como também gerariam energia para suprir nossas necessidades.

Ilustração: Netto - Caricatura (única) feita a partir de uma gravura
com baixa definição de imagem.

4 comentários:

Judilão disse...

Esse cara é o Walclides?
Oh homi fei...puts

amaral disse...

esse é o cara, talvez a figura mais exemplar e invejável de nossa história. poeta, revolucionário, um dos principais líderes da batalha do jenipapo, foi preso 10 dias antes, numa arapuca, mesma assim a batalha vingou. foi preso aqui levado para portugal, retornou pouco tempo depois, integrou-se às tropas pela confederação do equador. era acima de tudo um cientista, tinha fixação pelo moto-contínuo, obsessão que o levou até o imperador d pedro II, a quem lhe pediu ajuda para concretizar esse sonho. escrevou um tratados sobre as abelhas do piauí, e ainda, sobre a mecÂnica leonardina. era um nobre que abandonou tudo por uma causa. seu poema épico intitulado a criação universal é composto de 5 cantos resultando num total de 3255 estrofes. eu queria ser feio assim.

José Miranda Filho disse...

13 de março está próximo. As comemorações da Batalha do Jenipapo vêm aí. Será uma excelente ocasião para que as autoridades e o povo de Campo Maior preparemos um abaixo-assinado requerendo - exigindo! - a extinção da velha bandeira do Piauí. É inadmissível que ainda seja vista hasteada pelo Estado afora, ou adentro, como queiram. É Um desrespeito ao nosso símbolo (pavilhão) e ao nosso feito histórico (heroísmo dos combatentes do Jenipapo). Não podemos é continuar de braços cruzados diante desse absurdo. A nova bandeira tem que ser desfraldada em todos os rincões de nossa terra.
AVANTE!

Carlos Araújo -Esperantina disse...

Realmente um grande revolucionário esse Esperantinese da gema: comenta-se que ele tenha nascido na Fazenda Taboca, outros dizem que foi na Fazenda Limpeza, mas, as duas fazendas hoje povoados grandes, estão localizadas no municípo de Esperantina. Meu amigo Valdemir Miranda que pesquisa há muito tempo a vda desse grande homem, garante que ele nasceu na fazenda Taboca. Aliás, eu não conheço nenhum apaixonado tanto pelas as obras de Leonardo das Dores do que o escritou e professor esperantinense Valdemir Miranda. Portanto o que importa é que Leonardo é esperantinense.
Abraços a todos - Carlos Araújo "Radialista e Professor" - Licenciado em História e especialiasta em História Afro - (Esperantina-PI)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...