quinta-feira, 24 de setembro de 2009

BEM-VINDOS AO BITOROCARA!

Irapuan de Sousa Rocha. Tenente aviador e instrutor de pára-quedismo da Força Aérea Brasileira – FAB. Filho de Woltigern Rocha e de Raimunda de Sousa Sá Rocha. Nasceu em Teresina em 03/07/1947, por questão de segurança médica e decisão dos pais, no entanto, passou toda sua infância e juventude em Campo Maior, sua terra natal de origem, onde fez os primeiros estudos. Fez o curso científico (Ensino Médio) no Liceu Piauiense e ingressou na FAB em 1967 como aspirante; tomou o nº e nome de 67.191 – Irapuan S. R. Especializou-se em eletrônica, estatística, topografia, tecnologia militar, geografia econômica e política, direito, educação física militar, parapsicologia, guerrilha, história militar e fez os cursos de vôo, pára-quedismo e de instrutor. Foi declarado 2º Tenente aviador em 29/07/1970, servindo nas bases aéreas de Cumbicas [SP] e Parnamirin [RN]. Faleceu em acidente aéreo em Natal [RN] no dia 10/04/1972, quando ministrava instruções de pára-quedismo. Em sua homenagem, o grupamento de escoteiros, registro “10º PI” de Campo Maior, passou a denominar-se “Grupamento de Escoteiros Irapuan Rocha”.

Nota do Bitorocara+
Com estes posts quero homenagear os ilustres desconhecidos campomaiorenses que se tornaram nomes de ruas, praças, avenidas e, mesmo assim, continuam uma incógnita para a imensa maioria da população de nossa cidade. E para os que estão chegando agora, deliciem-se com a nossa história e nossos costumes.
Lembrando que o Natal tá bem aí, não esqueça de - vez em quando -, dá uma clicadinha nestes anúncios que estão ali em cima, ao lado. Fazendo isso você contribuirá para um fim de ano beirando o paidégua, com vinho chileno, nozes, avelãs, panetonne italiano, peru recheado com codornas(?) e uma champanhezinha Moet Chandon, para este blogueiro que "vos fala" - porque ninguém é de ferro. Quem sabe, em Campo Maior...!

22 comentários:

De Assis disse...

Antes de falar destas matéria excelentes, acabei de ler aqui na internet que um maluco lá de São Paulo roubou na igreja as hóstias que os débil mental chamam de corpo de Cristo. Se merecem-se.
Sr. Neto seria excelente se as pessoas pudessem ajudar catando nomes que elas queriam saber quem foi. Restaria saber se você tem essas biografia. Já é uma grande coperação em Campo Maior onde as pessoas falam seu endereço dizendo o nome de alguma coisa que está perto.
O bom do roubo do ladrão é que as hostia v~~ao ser tira gosto porque o danado levou o estoque de vinho do padre todinho. Morro vou pro céu e não vejo nem a metade. Credo.

Bezerra - Fortaleza disse...

Tenho Orgulho de na década de 70 ter feito parte deste Grupo de Escoteiros.Obrigado Neto pelas recordações que voçê sempre nos traz.
Bezerra

Bezerra - Fortaleza disse...

Neto,
Pode ficar tranquilo,que se depender de internauta como eu, vc irá comer caviar em Campo Maior em Dezembro, pois sempre que acesso o Bitorocara (que não são poucas vezes)dou uma clicada nos anuncios.

Paulo silva disse...

Netto vc já pensou em botar uma reporta sobre o "chefe Arnaldo" último chefe dos escotes em campo maior.

João de Deus Netto disse...

Chefe Arnaldo começou como nós, soldado raso, na época do chefe/teatrólogo(esqueci o nome) e do chefe Zé Raine, irmão do escoteiro "tõ nem aí", Corinto Brazil. A sede era ali nos fundos da Maçonaria, com saida para a rua do Iate - olha aí como eu disse nome da rua!!!
Tempo bom.

Judilão disse...

De Assis, voce devia ter mais respeito com as crenças e credos das pessoas.
Sou Batista e não achei a menor graça nessa palahçada que voce escreveu...
Respeito não é com a hostia, mas sim com cristo...
Voce deve ser um coitado que deve ta precisando bastante do perdão de DEUS...
Se voce não acredita, então respeite...
DEUS te perdoe pelas asneiras que tu falas...

zan disse...

Não falei? Ele volta sempre...

José Miranda Filho disse...

Olha aí, ZAN! E voltou pra cima! Aplaudi! Quanto ao De Assis, com quem não tenho nenhum interesse de manter debate, mas apenas à quisa de um modesto esclarecimento, não sei se ele sabe o significado do seu nome. Como é chato não se poder escolher o próprio nome, não é FRANCISCO DE ASSIS?! Sua mãe e/ou seu pai, devotos de SÃO Francisco DE ASSIS, te batizaram com o nome - que te deveria dar muito orgulho - de uma pessoa reconhecida por todo mundo como um homem de Deus. Por sinal, hoje se comemora sua santa morte. Você sabia que ele morreu com as cinco chagas de Jesus, tamanha foi sua entrega plena a Cristo? Filho de uma família riquíssima da Itália, abandonou sua casa e foi viver na extrema pobreza, entre miseráveis e doentes, incluindo-se leprosos, defendendo animais, plantas, a natureza inteira, cujos elementos chamava de irmão, irmã, vivendo de esmolas e pregando a Palavra de Deus? Se não quiser ler o livro sobre a vida dele, basta alugar os filmes "Francisco" - em italiano, "Francesco' - e "Irmão Sol e Irmã Lua" - uma das fitas preferidas do ZAN (vê o Blogdozan.cm). Que ele se converteu sem a necessidade de criar nenhuma igreja, a exemplo do Padre Martim (Martinho) Lutero, fundador do protestantismo, mas dentro da mesma Igreja Católica? Crendo na Eucaristia, isto é, no Cristo Eucarístico, isto é novamente, naquela hóstia - que tu diz que só os idiotas acreditam - como sendo realmente o Corpo de Cristo? Por que, naquela ceia derradeira, na noite em que Se entregaria à sua Paixão e Morte, e posterior Ressurreição, Ele, que celebrou tantas e tantas festas da Páscoa judaica, mandada por Deus a Moisés que se celebrasse anualmente em memória da saída do povo hebreu da escravidão do Egito, naquela última ceia, solenemente, portanto, Ele diria que aquele pão e aquele vinho seriam consagrados (transformados) em seus Corpo e Sangue e que doravente, pelos séculos, todos o comessem e o bebessem como tais, em Sua memória? E que é isso que se faz na Missa, pelas mãos consagradas para essa finalidade dos sacerdotes? Inexplicável sob a lente da ciência materialista, mas em que só a luz do espírito pode crer? Verdade esta que, diante de um incrédulo, semelhante a, De Assis, Santo Antônio fez um jumento curvar-se em frente ao Jesus Eucarístico (aquela hóstia), fato testemunhado por uma multidão? Nada de risada de doboche, certo? Fique claro aqui que não possuo nenhuma intenção de fazer quem quer que seja acreditar. Só pra concluir, De Assis - é claro que tu não sabe -, realizada uma pesquisa (enquete) em todo o mundo, o Santo que te deu, por intermédio dos teus pais, o nome na pia batissmal e no cartório foi considerado a maior personalidade do milênio?! É bom que se respeite a crença dos outros, pois, quem age de forma contrária é que passa por idiota.
Um abraço cristão, de paz, fraternal, como fazia o grande Santo teu xará. Por favor, procura honrar esse nome!

José Miranda Filho disse...

O João de Deus disse, certa vez, que não mais aceitaria apresentação de errata em comentários. Mas se faz necessária quando for para a perfeita compreensão do leitor. Portanto, onde se lê "à quisa", leia-se "à guisa". Ou o leitor não entenderia o meu pensar.
Obrigado.

Maria disse...

De Assis, tenho um compadre aqui em Piripiri que tem verdadeira ojeriza ao seu nome e explosiva revolta com o nome dado pelos pais aos filhos, sem consentimento. Diz ele que no futuro nós vamos ter um chip com uma sequência tipo CPF e um apelido decente feito no computador como estes que aparecem nos comentários de todos os sites, até completarmos, por exemplo, 15 anos. Aí detonaremos estas aberrações com misturas de nomes, nomes de pseudos santos e outras velhacarias herdadas da moribunda igreja dos mentirosos do vaticano. Entendo tua revolta com adoração à estátuas, típicas de regiões assolada pela praga da ignorância tão peculiar no trato com seres humanos durante a hiatória deste outro império que está em ruina, tal qual o império romano. Olha que coincidência, no mesmo lugar,
Nossa solidariedade e apoio da comunidade não idiota de Piripiri.

Em tempo: olha só que castigo que é o meu nome: Maria da Consolação. Ser humano nenhum merece.

De Assis disse...

Amiga Maria muito obrigado pela solidariedade. O seu Zé Miranda é como esses papagaios véi que diz que não aprende afalar. Mas nós não somos louro nem periquiro véi, nós somos gente que raciocina e ver que só pode ser doidice quem se sujeita a isso, negar Deus por causa de gente de carne e osso entupetado de tuo que é coisa ruim e que fabricado com o nome de santo. Posso até não saber escrever direito mais sei der e saltiado os conselhos da palavra do poderoso Deus quando ele diz que não doraremos a falsos santo, deuses e figuras de estatuas e outras porcarias como macumbas e coisas parecidas invenção do demonio atravé do seu gerente aqui na terra que são estes infeliz que os abestados apelidam de santo padre.
Inda bem que a biblia também tem aqui no computador com todas as verdades verdaeiras de Deus e seu filho Jesus. O resto é delirio do seu Zé Miranda e companhia.

De Assis disse...

Eu tava tão empolgado de falar do Deus único e verdadeiro que sai engulindo letra pra todo canto.

José Miranda Filho disse...

Se o meu caro De Assis sair engolindo letras quando escreve, avaliemos quantas e quantas ele deve engolir quando lê. É por isso que, ao contrário do que nos parece, ele não entende é "nadica de nada" das Sagradas Escrituras. Não é fácil compreendê-las, não, FRANCISCO DE ASSIS. De Assis: a macumba não foi instituída pela Igreja Católica, não, tolinho. Ao contrário, esta não aprova a macumba e o espiritismo (que me perdoem os espíritas, não sou eu que reprova, pois quem sou eu? De Assis: o Vaticano não é nenhum império, e, também, ele não está em decadência. Sabe onde está o império do mundo contemporâneo, talvez semelhante ao Império Romano, cruel antes de se cristianizar? Numa porção do território do continente chamado América do Norte, isto é, os Estados Unidos da América. E sabe qual é sua religião ultradominante, quase oficial? O protestantismo. Acho que você já ouviu falar desse imperialismo que pretende sucumbir as demais nações com enganosas promessas de cooperação. A antiga Roma, pelo menos, era pagã. E o que são os Estados Unidos?
Em Piripiri não há blog da categoria do campomaiorense Bitorocara, não? Ó amigos piripirienses, entre os quais tenho amigos e até parentes, escrevam para os blogs de vocês! Não sejam "penetras"! Maria da Consolação: Maria, a Mãe de Jesus, que deve ser seu Deus, ao lado do Pai e do Espírito Santo, ainda que você não a considere sua mãe também - olhe que Jesus se fez nosso irmão porque somos também filhos (adotivos) do Seu Pai - ela a tem como filha e a ama sem medida. Pode crer! E, se você for espiritualista, ainda que não seja católica, e acreditar numa vida pós-morte, comprovará essa verdade quando você se for, sabe? Mas não será tarde para sua alma, pois o amor maternal prevalecerá...
Prometo que não vou mais me cansar com vocês. Puxa, como me cansam!

Batista - Sobradinho (DF) disse...

José, não se canse, não vale a pena bater boca por uma causa mais que perdida. Acabou Zé, são novos tempos sem a escuridão da mentira do vaticano que essa juventude não engole. Oremos a Deus que estes jovens não se desguiem pelo fato da desiluzão com a igreja secular. Deus não está só em igreja. Na Palavra diz que onde estiver duas ou mais pessoas falando de Jesus, alí Ele estará.
E vamos continuar lendo a Bíblia, ali está a verdade.
Paz e bênção.

José Miranda Filho disse...

Não simplesmente falando de Jesus (duas pessoas), mas orando a Jesus. São situações diferentes. Quando este Jesus afirmou - escandalizando seus ouvintes - que, em três dias, destruiria o templo de Jerusalém e edificaria outro, aliás, outroS, Ele deu a entender que tinha vindo para extinguir o judaísmo, ou seja, pôr fim àquela histórica preferência de Deus pelo povo hebreu, do Antigo Testamento, para se estender a todos os povos. Neste projeto, templo divino é cada um de nós, cheio do Espírito Santo. Portanto, os templos materiais deixariam de ter tanta importância, como na antiguidade. No entanto, as religiões representam uma forma de ser levada às multidões a Palavra de Deus. Sem elas essa tarefa se tornaria muito difícil. Ademais, é nos templos que as comunidades mais e melhor se reúnem, se entendem, se confraternizam, oram em conjunto. Discorda? Meu caro Batista, a grande maioria dos jovens não está muito ligada ao Vaticano, não. Acho que as funções dele em nada influem - bem ou mal - a cabeça e/ou o coração da juventude. Esta camada da sociedade se acha mesmo é influenciada pelas novidades deste mundo. É o computador, a internet - isto aqui através do qual estamos conversando -, o orkut, as numerosas informações e formas de entretenimento oferecidas. É a supremacia da forma física, proporcionada pela incansável prática esportiva, pelas academias. É a atual escola de arte, o cinama com os seus filmes mirabolantes - Matrix; Herry Potter; abundância do erotismo, da pornografia, canais fechados (sky) exibindo-os nas 24 horas do dia, a literatura, as várias revistas especializadas. Não sei qual é a sua idade, Batista, mas na minha juventude, o pornô era um grão de areia, praticamente não existia). A leitura, conforme eu disse, também é outra, quando há, mas a Bíblia é, simplesmente, ignorada. Tenho exemplo na minha própria casa, excluído apenas sky. Mesmo assim, caro Batista, consigo ver grande parcela dessa faixa etária praticando uma religião, seja evangélica, seja católica, participando de atividades de sua religião. Quanto a ler as Sagradas Escrituras, na minha casa não seria problema, pois há três, uma das quais evangélica, doada por um crente. Sobre estes, não tenho nada contra, pois convivo perfeitamente com alguns. Aliás, católicos nada têm contra crentes. Estes, muitos deles, é que têm tudo contra católicos; essa grande e tola pretensão de manter uma rivalidade dentro do Cristianismo, em virtude de se achar que só os católicos estão enverados pelo caminho torto. Ninguém tem o céu garantido. Em parábulo, Jesus mesmo condenou fariseus (falsos puros) e elevou o samaritano (povo à margem do judaísmo), naquela passagem do homem enfermo.

edimar bandeira disse...

Senhores e senhoras, amigos conhecidos ou não, todos que se pronunciaram sobre a " fé ", estão certos no que diz respeito à fé de cada um. O errado, é não respeitar o direito do outro. Se um não acredita em hóstia, respeite quem acredita e não teça críticas. Se alguém acredita na hóstia, respeite o outro que não acredita e não teça críticas. Cada ser tem a fé, a crença ou o Deus que merece. Por quê que todos têm que acreditar na minha " fé " ? Por acaso serei o dono da verdade ? Acreditem e respeitem cada segmento. Para cada cabeça há um céu e um DEUS. Cubra a sua com aquele que acredita. Um abraço a todos.

José Miranda Filho disse...

Pois é nisso que você mencionou, Edimar, a respeito de "fé", que tenho apenas defendido a minha e a dos católicos em geral. E, ao defender, também esclarecer o porquê. Suponho que seja isso que esteja vendo nos meus comentários, se é que tem acompanhado todos, acerca deste assunto. Neste blog, bem como em portais da internet, tenho sempre agido de tal modo. Jamais tomei a iniciativa de censurar os evangélicos pelas razões de não acreditarem na Eucaristia, de não orarem a oração ensinada textualmente pelo próprio Jesus, indagado de que forma se deveria orar a Deus, de não aceitarem a santidade de homens e mulheres que dedicaram suas vidas com muito sacrifício a Deus, de não aceitarem a justificativa de que os católcos não adoram os santos, mas têm por eles outros sentimentos. Se você tem lido tudo o que já se disse aqui, deve saber o peso do que falam do catolicismo. Expressões de baixo nível e, até, envoltas em pura futilidade. São tantas provocações rasteiras, que nem nos cabe enumerar. Não pretendo me qualificar de superior, mas o que existe de inferioridades nessa gente é de lastimar. Mas vamos deixar pra lá.

edimar bandeira disse...

Aí, pessoal ! Não sou católico, não sou protestante, não sou espírita, não sou ateu e não sou atôa. Não acredito no inferno, no céu, em satanás ou em santo. Não acredito em azar, em sorte, em milagres... não acredito e ponto final. Acredito sim, em DEUS, que é o próprio UNIVERSO. No entanto, respeito àqueles que acreditam e seguem suas religiões, suas doutrinas ou seitas. Cada um vai para onde achar melhor. Eu respeito. Ninguém tem o direito de dizer , em se tratando de religião, que um está certo ou que o outro está errado. O respeito é bom e nos engrandece. Siga seu caminho, seu rumo... acredite nos seus pastores, nos seus milagres e respeite o direito do outro em acreditar na hóstia como DEUS vivo, na sua igreja, nos seus santos... vamos viver em paz! Quer baixar o nível da discussão ? Quer fazer " troça " ? Você não é digno de atenção. Neste ponto, estou com o José Miranda Filho, que expos suas ideias, discutiu o mérito e não faltou com o respeito que muito embora o outro lado nem merecesse. Um abraço a todos e viva o UNIVERSO na sua imensidão infinita e presente em todos os lugares.

Francisco Macedo Junior disse...

Edimar Bandeira...
Voce é muito fraterno...

edimar bandeira disse...

Amigo Francisco Macedo Junior, não que eu seja fraterno (irmão), pode até ser. Mas a verdade é que existem umas pessoas que acreditam em determinada coisa, e querem porque querem que os outros o sigam. É aquela história : Acredite no que creio, ou vai para os quintos dos infernos.( Êste lugar deve ser da baixa da égua prá umas bandas). Aprendi que não devemos, porque não temos este direito, de impor nada aos outros quando se trata de fé, futebol, política, alimento etc e tal.Cada um que siga seu nariz, sem a preocupação de chamar a sombra, pois ela o seguirá sempre.Um abraço, meu amigo, seja de onde for !

edimar bandeira disse...

A verdade é esta : Se os jornais só descem notícias boas, certamente não venderiam nada. Todos nós condenamos a violência, seja ela contra o ser humano, animal, a natureza ou com qualquer outra coisa, a gente fica tiririca da vida. Assim é esta coluna ! Tem que aparecer alguém com um assunto polêmico, para que possamos dar a nossa ideia, concordância ou discordância... enfim, mandar ver. Tem um assunto muito em voga, qué a liberação do uso das drogas. Vocês concordam ? Não ? Por quê ?
Por aqui já vou dando a minha opinião : Sou favorável. Se liberarem, passarem a vender as drogas nas farmácias, sem questionamentos, a primeira figura que vai acabar é a do TRAFICANTE, verdadeiro lucrador e desmancha lares. Com a liberação, acaba o lucro fácil e como deixará de ser proibida a venda e o uso, a coisa pode até perder a graça e muitos deixarão de usar. Bom, esta é a minha opinião. Respeito a sua, se for contrária !

José Miranda Filho disse...

Agradeço ao Edimar Bandeira, que, em comentário acima, mencionou minha linha de explanação, neste blog, do que tenho como crença. Admiro e respeito a forma como você expressa a sua.
Quanto ao assunto "droga", ainda tenho algumas dúvidas. Por isso, dentro daquela linha de seriedade no que manifesto, por ora opto pelo silêncio.
Abraço, Edimar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...