segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Festeiros e Idealistas

Em pé, da esquerda pra direita: uma desconhecida, Carlinhos Lustosa; uma das gêmeas irmãs do Zeca Baú, Edna Cardoso, Gorete Barros, Etevaldo "Sapato", "Pedim Graxa" e um desconhecido. Agachados: Meire Chaves na ponta direita, (?), Zé do boné, Nonato Tiákining Lustosa (Revsom) e Maria da Cruz.

Moça não identificada, Carlinhos Lustosa, Etevaldo "Sapato", Ângela Corinto Brasil e Meire Chaves.

Zeferino Alves Zan em foto gentilmente cedida pelo Horácio, amigo do ex-jornalista, bancário e também componente do "aparelho" comunista que funcionava na Rua Hadock Lobo, em São Paulo, no início dos anos 70. Nesta foto do grupo, o destaque no Zan quando da despedida na deportação para Cuba em troca do Cônsul de Serra Leoa, próspero país africano, sequestrado por eles. Anos depois, o companheiro Zeferino, codinome, Zan, voltou para Campo Maior e também para um período de reflexão sobre a luta armada, coisa que ele descartou da sua batalha por um ideal... Quem olha pra este esquálido tipo, não acredita (Bitorocara+).

Por partes, amigos, a foto do esquálido ex-guerrilheiro foi feita depois de sair duma tuberculose quase gripe que contrai em São Paulo no distante inverno ano de 1973, por isso a esqualidez. Em 1974, quando voltei da aventura paulistana engordei 10 quilos em um ano, acho, e tenho esse "corpão" de hoje. A primeira foto é de uma turma de 3o ano. do 2o. grau do Colégio Estadual, onde dei umas aulas substituindo o professor Maurício numa eventualidade. Na foto estão pessoas as quais me liguei desde então, como a Maria da Cruz, a primeira a direita, e a Gorete Barros, entre o Sapato e o Pedim Graxa, além da Meire Chaves. Na outra foto tem a Meire Chaves de novo, Ângela Brasil, irmã do Zé Omar, Nonatim das Revistas e o rapaz da Moraes Souza, meu amigo e irmão do meu grande amigo Marreca, Carlinhos Lustosa.
A Maria da Cruz e Gorete Barros são irmãs do Lucas Vieira Barros, o homem da Sismologia da Unb. A primeira mora em Brasília, é casada e tem uma filha. Gorete, a última vez que estive com ela em Brasília, me disse que morava em Brasília e Goiania, onde tem uma filha que estuda Odontologia na federal de lá e estava solteira. Essas irmãs do Lucas me dizem que por terem me conhecido naquela época mudou a vida delas. Se isso é elogio ou não, elas é que sabem.
A foto do qual Netto destacou minha apavorante esqualidez está no meu blog com todos os outros que estavam lá em São Paulo numa manhã cinza de agosto de 1973, se não me engano. É só ir lá e descer a barra de rolagem da página (ZAN).

40 comentários:

zan disse...

Por partes, amigos, a foto do esquálido ex-guerrilheiro foi feita depois de sair duma tuberculose quase gripe que contrai em São Paulo no distante inverno ano de 1973, por isso a esqualidez. Em 1974, quando voltei da aventura paulistana engordei 10 quilos em um ano, acho, e tenho esse "corpão" de hoje. A primeira foto é de uma turma de 3o ano. do 2o. grau do Colégio Estadual, onde dei umas aulas substituindo o professor Maurício numa eventualidade. Na foto estão pessoas as quais me liguei desde então, como a Maria da Cruz, a primeira a direita, e a Gorete Barros, entre o Sapato e o Pedim Graxa, além da Meire Chaves. Na outra foto tem a Meire Chaves de novo, uma irmã do Zé Omar, o Nonatim das Revistas e o rapaz da Moraes Souza, meu amigo e irmão do meu grande amigo Marreca, Carlinhos Lustosa.

zan disse...

A Maria da Cruz e Gorete Barros são irmãs do Lucas Vieira Barros, o homem da Sismologia da Unb. A primeira mora em Brasília, é casada e tem uma filha. Gorete, a última vez que estive com ela em Brasília, me disse que morava em Brasília e Goiania, onde tem uma filha que estuda Odontologia na federal de lá e estava solteira. Essas irmãs do Lucas me dizem que terem me conhecido naquela época mudou a vida delas. Se isso é elogio ou não elas é que sabem.

zan disse...

A foto do qual Netto destacou minha apavorante esqualidez está no meu blog com todos os outros que estavam lá em São Paulo numa manhã cinza de agosto de 1973, se não me engano. É só ir lá e descer a barra de rolagem da página.

zan disse...

Maria da Cruz Barros é a primeira da foto de cima, ao lado do Carlinhos Lustosa.

Horácio Lima disse...

Comunismo um dos maiores enganos da história da humanidade, que transformaria este planetinho miserável num verdadeiro Edem, distribuiria riqueza ou pelos menos, que acabaria com as guerras, a fome, a miséria, que daria oportunidade igual a todos os homens e mulheres. Não funcionou, esqueceram de computar a imbecilidade, a ignorância a ganância do ser humano, na prática um fracasso total.

Caro Netto, meu companheiro Zan era então um ex-guerrilheiro disfarçado de Ernesto Che Guevara? rrss

Amigos um abraço.

Judilão disse...

Tem mais um nome ao ZanFilas?
Vamos lá então citar alguns nomes:

ZanGay
ZanGado
ZanFilas
Zan-Tche-Quer-Vara

Que nome ainda vão inventar ao Zan?

zan disse...

A história do guerrilheiro Zan precisa ser desmitificada. Em 1964, quando o golpe foi dado, ajudei um parente na casa de quem morava e que tinha muitos livros subversivos e precisava queimá-los para não se comprometer. Morava em Teresina e lembro exatamente de muita coisa relacionada ao golpe e como a população reagiu a ele. Não tinha muita noção do que acontecia, era só um jovem comerciário começando a trabalhar num escritório de representação. Em 1966, estava em Campo Maior e trabalhei um tempo na farmácia do irmão Turuka, que era simpatizante do MDB e tinha sido interrrogado quando resolveram intimidar pessoas consideradas subversivas na cidade. Tem aqui um cara, vivo e militante do PT, que foi preso e interrrogado durante 13 dias em Teresina, no 25 BC: Luis Eduvirges, um dos fundadores do PT em 1981. Ele foi preso acusado de liderar as Ligas Camponesas no interior do município. Não foi torturado. Quando trabalhava com o Turuka, lia a revista Realidade e o jornal O Pasquim, que o Turuka comprava todo mês. A Realidade era um ninho de comunistas e o Pasquim era o Pasquim. Turuka era um cara de esquerda, lembro que fez uns comentários que eu não entendi direito quando o Marechal Castelo Branco morreu. Comecei a trabalhar na Prefeitura em 1967 e uma vez me deram o encargo de fazer a divulgação do Mobral nos bairros da cidade. Saia com um carro de som tocando uma música de Dom e Ravel, os mesmos compositores de Eu te amo, meu Brasil e rodando uma fita convidando o pessoal analfabeto a se matricular no Mobral. Em 1970 assinei filiação à Arena mais pra agradar a um amigo do que por outro motivo. Quando fui pra Brasília em 1971, comecei a passar por um processo de conscientização política que me levou a ser a pessoa de esquerda que sou até hoje. Saí daqui com a missão de tirar o filho de um amigo muito chegado, da influência de subversivos. O cara é que me converteu à subversão. Em São Paulo em 1972, me envolvi com uma garotada que estudava na Usp e que entrou no BB no mesmo dia que eu. Em São Paulo, sob a influência de alguns desses caras (alguns me diziam que tinha ligações com o pessoal da guerrilha), lendo os jornais Opinião e Movimento, quando voltei pra cá em 1974, resolvi criar o primeiro diretório do MDB, depois da vitória para senador em 16 estados, em 1974. Na verdade, nunca peguei em armas, de guerrilheiro, naquela época então, que era muito magro, só tinha mesmo a cara. Uma das coisas que me fez sair de São Paulo foi ouvir desses amigos esquerdistas lá, o risco que corríamos todos de ser presos e torturados, a qualquer momento. A dificuldade de me adaptar ao frio úmido de lá também ajudou. Hoje me considero ainda um cara de esquerda um pouco céptico quanto a tentar se engajar num partido de esquerda que chega ao poder para gerir uma estrutura que não tem nada de esquerda, ou seja, arcaica, conservadora e injusta. Acredito no Lula e no PT e nos outros partidos de esquerdas mas não me decepciono mais com os resultados meio pífios que conseguem a frente de executivos em todos os níveis, porque sei que fundamentalmente, eles não podem fazer mais do que fazem.

zan disse...

A infantilidade do Judilão me impede de manter um diálogo, nem que seja de brincadeira, com o sujeito... Quem se habilitar, encare...

Judilão disse...

ZanZin, eu esquecí de ti falar...
Eu estive na oficina do OscarZin aquí em Boa Vista...
Descobrí sem querer querendo...
Valeu meu amigo Zanziosss....

zan disse...

Judilão, te agradeço por ter procurado meu irmão aí em Boa Vista; você tem jeito, acredite nisso.

Rapha Coelho - Campinas (SP) disse...

Horácio, o maior engano da história, com vc diz, que "transformaria" este planetinha miserável em Edem, falhou, também, por culpa de sabotagem, corrupção dentro da própria KGB(a karne é fraca). Ainda bem que o tempo do verbo foi cumprido a risca pelos competentes adoradores do deus Mercado, só que ao contrário: "transformaram o planetinha num inferno de miséria maior ainda. Ainda bem que você e eu estamos vivenciando isto. Morte longa pra esta corja! Já começou o processo. Ah, estamos também vendo o soerguimento do socialismo pipocando pelo mundo graças a estas desgraças gananciosas adoradadoras do Milton Friedman e do Vendendo Henrique Cardoso. Sou filho de piauiense dessa região aí de Campo Maior.

Tyago Moura disse...

Boa Raphinha! É isso aí, garoto!!! Sangue novo e despoluido de religiosidade católica e capitalista, nesta área. Seja bem vindo. Conheces a terra dos teus pais? Vamos ajudar a mudar o pensamento retrógado do que restou da Vila de Santo Antonio do Surubal.

Anônimo disse...

Tava vendo aí, vale a pena melhorar o nível dos comentários...

Horácio Lima disse...

MAY SWEET LORD (Meu Gentil Senhor) (George Harrison)

My sweet lord (hallelujah)
Meu gentil Senhor (aleluia)

Hm, my lord (hallelujah)
Hm, meu Senhor,(aleluia)

My sweet lord (hallelujah)
Meu gentil Senhor (aleluia)

I really to know you (hallelujah
Eu realmente quero conhecê-lo (aleluia)

Really want to go with you (hallelujah)
Realmente quero ir com você (aleluia)

That it wontt take longm may lord (hallelujah)
Que não vai demorar muito, meu Senhor (aleluia)


E era nessa badalada dos anos 70 que o nosso amigo Etevaldo carinhosamente conhecido como (Sapato) fazia o seu show vocalista do saudoso conjunto musical "João Sergio e Seu Conjunto" atual Banda Spacial ali no Campo Maior Clube e no Clube Recreativo, bons tempos que não apaga da memória.


Se lá no assento etéreo, onde subiste
Memória desta vida se consente,

Roga a Deus que teus anos encurtou,
Repousa lá no Céu eternamente.
(Luiz de Camões)


É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais (Legião Urbana)

Anônimo disse...

O Judicão está com fixação no ZAN. O que será que a figura quer, ZAN?
Essa nem Freud explica...

zan disse...

Judilão é o grande desafio do blog, desafio principalmente de saber lidar com a situação...

De Assis disse...

Moço de Deus rapaz acabei de receber um emeio com um negócio que fala dos papa e da igreja que acho o Judilão vai gostar. Se foi aquilo lá que tá muito bem escrito a coisa é pior do que a gente imagina.
Tô até me tremendo.

P. Quirino disse...

De Assis, também recebi e é por isso que tem muita gente que foge das igrejas por causa dessas sujeiras acobertadas. O pior é que um dia a casa cai. Vou ficando fora de tudo quanto é igreja. Ficarei por enquanto com minhas preces sem ninguém por perto, só eu e Deus. Não preciso mais de ninguém. Meu pai morreu dizendo que era ateu e contava coisa de arrepiar da igreja que ele viu quando ajudava a missa lá no interior do Maranhão. Por isso se tornou ateu. Errou porque Deus não precisa de padre e nem de pastor.
De Assis, fiquei impressionado como a coisa bate.

Pereba disse...

Mas será o Benedito, eu também recebi e agorinha da minha prima Cândida de Brasília que me falou a mesma coisa sobre essa caguetagem que fizeram dos papa. Arre diacho, é final dos tempos.

Hamilton - de BH disse...

Santa ignorância! Aquilo lá é só o que tem na Bíblia há mais de dois mil anos. É difícil acreditar que tem gente indignada quando se diz verdades que possa magoar um simples e mortal, papa! Ou o que se diz sobre religiões, em nome de uma falsa tradição construida em cima de ignorância, pobreza, carência. A Palavra de Deus não tem valor nenhum? Isso é que é estupidez, gente. Eu li no blog do Zan sobre a prefeitura não mandar representante da cidade pra um congresso em Teresina sobre Educação e Cultura. Então tá explicado, sr. Zan. Parece que minha cidade mudou pouca coisa.
Tchau, tchau

zan disse...

Deixa eu explicar melhor aquela nota lá no meu blog:a Fundac, órgão de cultura do governo do estado do Piaui está organizando Conferências municipais em todo o estado, fazendo um calendário, orientando, mandando gente pra fazer os painéis, etc. A Prefeitura daqui não tem demonstrado até agora a menor intenção de promover a Conferência municipal daqui. É pra isso que eu chamo atenção lá. Vamos torcer para que alguém aí se toque e resolva fazer a coisa, dentro da Prefeitura. Vai ser muito ruim pra cidade, se não houver essa conferência, se não mandarmos representantes da cidade para as conferências estadual ou nacional.

Valdenir disse...

Gorete Barros e Maria da Cruz!!!!!!! São as irmãs do Vicente Barros? Que moravam perto do "coqueiro verde"? Que saudade! Grande amigas. Se tiverem ligadas no Bitorocara ou se alguém tiver algum canal de comunicação com essas figuras maravilhosas me forneçam, por favor! Estou sempre ligado no blog! Obrigado!

zan disse...

Valdenir, Gorete e Cruz são mesmo irmãs do Vicente, do Lucas, do Mateus, da Fátima, da Beiga, da Cleufas, do Barros e mais uns dois ou três que me escapam os nomes agora. Volta e meia troco e-mails com o Lucas. Vou ver se consigo com ele os e-mail do restante da famíia, ou pelo menos da Gorete e da Cruz.

Judilão disse...

De Assis, que rai de email é esse macho?
Deixa eu quieto longe de confusão religiosa...
Ruuuuuummmm
Rapaz eu tinha esquecido do Vicente Barros, o cara nunca deu um pau na macaca...de 100g...só de kilo...
Vicente onde tu anda macho?
Pense num cabra boa gente??!!

zan disse...

Judilão, Vicente mora atualmente na fazenda Assis, no município de Crateús, Ceará, mas deixa o cara quieto lá, se não ele não vai me perdoar...

Juvenal Nunes - de Sampa disse...

O emeio de que fala o De Assis, o Pereba e o P. Quirino amanheceu aqui comigo e óia... As pessoas que fizeram isto só disseram a verdade que está na Bíblia e na história recente, que nem as fotos dos personagens que vi aqui. Pensei que fosse uma bomba, mas é esclarecedor. Estes evangélicos ainda vão dar a volta por cima. Escute bem. Eu tô fora de celeuma, já não bastam as guerras que houve por causa disto. Faço que nem o P. Quirino, ficarei mesmo só com o Poderoso Deus e o Livro com a sua verdadeira e única mensagem. Vi comentário sobre isso, de um leitor de um blog de notícias de Aracaju, Sergipe, onde mora um filho meu que trabalha e faz faculdade lá. É a internet. O mundo ficou destamaninho. Nem governo, nem igreja controla mais a consciência de ninguém.
Judilão como você quer saber se você mora em Anonimato, municipio de Raposa sei lá o quê?
Vamos caminhar, faz bem a saúde e a cabeça.

Milton - de Goiânia disse...

Sim , mas a gente tarra adonde mermo? E estes jovens aí das fotos? Tô falando contigo não, Zan! Vamos voltar pra nossa piaba seca com feijão com gurgui que é bem mais mió.

Rapha Coelho disse...

Só mais uma, Milton. Será se só crentes é que viram o excelente filme que foi assistido por milhões e aprovado pela grande imprensa de todo o mundo, chamado ANJOS E DEMÔNIOS? Eu mesmo não tenho nada a za ver com evangélico e amei o filmaço. Corram pra ver se pegam algum nas locadoras.
Tom Hanks é bilheteria garantida. Pronto, Milton, fim de papo.

lusmarina disse...

Neto,
a moça agachada ao lado da Meire parece ser a Elda,filha do sr.Luis Manoel e cunhada do Silvio(posto Santa Paz).

zan disse...

Essas brigas teológicas de vocês ai me deixam assustado, pra dizer o mínimo... Todas as minhas pendências pessoais nessa área eu já as resolvi... Não sinto a menor necessidade de ficar tentando convencer ninguém de nada. Ponto.

Osvaldo disse...

Idealista aí só deve ter sido o Zan, o resto só queria mesmo era e se divertir e PINAR e tocar todas que a gente tinha direito!!!

Francisco de Fátima (bairro) disse...

O idealista Rui e outros aprendizes só iam pra festa tanto fazia no C. Maior Clube ou na segundona do Grêmio, sem cueca. Dizendo ele que era pra entrar no clima, ói? No intervalo a desculpa era a torneira do banheiro. O Rui, o finado Edmarzinho, o finado Hélder do Wilson da Araken, Corinto, Gilmar, Carlito, Pedin Graxa, Ronaldo Bringel e outros aprendizes, também passaram a ir pras festas com umas camizonas perto do joelho arredondadas dos lados e por fora da calça. O certo era que o Armazem Piaui e as Pernambucanas se lascaram nas vendas de cuecas tipo samba cançaõ com aquelas prizilinhas de cambraia. Esses eram os idealistas caras gente boa. Eu era amuado e ficava só de longe aouvindo as presepadas lá no Colégio Estadual onde na hora do recreio metade desses aí merendavam cachaça com inbú cajá na esquina. Eu achava eles o máximo, espia? As cocotas eram as musas de inspiração. Também se passasse daí era casamento na certa, na marra.
A primeira vez que tou aqui neste blog maravilhoso e longe de casa.

blogdozan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zan disse...

Osvaldo, meu idealismo crônico, de que ainda padeço, não me impedia de sair do Clube ou do Gremio e ir acabar o dia nos braços de uma menina daquelas da Santo Antonio. Minha timidez e falta de jeito pra namorar atrapalhava demais. Tive uma ou duas namoradas a vida toda. Não mudei muito, mas a idade hoje atrapalha.

Trancoso disse...

Jesus, Maria, José, vai já começar o siribolo erótico. Valei meu santo Zé Bocoso!!!!!!

zan disse...

Dia desses conversei com um cidadão aqui que me disse que conheceu ZeBocoso pessoalmente. Disse que o cabra era amigado com uma filha. Corre uma lenda aqui que o sujeito mandava as filhas na idade de procriar subir num pé de pau no terreiro da casa sem calcinha. Se tava madura ele mandava a menina descer e fazia o serviço. Deve ser exagero. Quando menino saia com meu pai por ali pra comprar uns peixes no fim da tarde e lembro dele vendendo peixe ali onde tem hoje uma biblioteca. Era um tipo amorenado e com uma boca enorme, daí a alcunha.

Fátima disse...

Olha ali a Edna, esposa do Emiliano Milú e irmã da Lenise Cardoso que na juventude foi a Julieta do Romeu Netto dono deste blog. Era amor de carne e unha. Eram um casalzinho muito bonito e inteligentes que só. Davam certo, será por isso que não deu certo?

Anônimo disse...

Eita Fátima Borges fuxiqueira, reavivando o romance adolescente que tiveram o Netto e a Lenise Cardoso.

zan disse...

Não me metam nessa confusão aí, eu não tinha nascido nesse tempo...

José Miranda Filho disse...

Estive observando a foto do ZAN, agachado, naquela posição de antigas fotos de jogadores de futebol. Hoje, os atletas de linha, isto é, os atacantes, que, antigamente, eram cinco e agora só são dois, no máximo, três, se posicionam quase em pé, apenas um pouco encurvados para a frente, encobrindo os jogadores que ficam por trás, em pé. Então, a propósito, nessa fotografia, o ZAN está muito mais para o atleta Sócrates, do Botafogo de Ribeirão Preto, depois do Corinthians e da Seleção Brasileira (atuou pelo Flamengo?), do que para o guerrilheiro Che Guevara.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...