sábado, 14 de novembro de 2009

Parabéns!!!

José Alves Amorim ou Zé Dideus, como é mais conhecido o filho do “seu Dideus”, tradicional comerciante e figura antológica de Bitorocara, no século passado. O pai deste blogueiro que vos "fala", da Rosângela e do Juscelino Passos Alves, nasceu na época do lançamento nos Estados Unidos, do famosíssimo Ford 29. Coincidência ou não, o Zé foi motorista do Ministério da Saúde com passagem pelo Rio de Janeiro e na Brasília do Presidente JK. O filho do comerciante de botão, anzol, potes, cereais, óculos e dinamite, a exemplo do pai, tem muita estória pra contar. Façamos o seguinte: como é absolutamente impossível narrar todas as façanhas do Zé Dideus em uma só matéria, deliciaremos os leitores amigos, conhecidos ou não, em capítulos lembrados por alguns parentes e membros da “corriola” do Papai.

TERREMOTO!!!

Lembram dos terremotos que estavam abalando o Ceará? Pois é. Um certo dia o Zédideus saiu pelo comércio com a seguinte estória:”Deu no jornal que agora o terremoto vem, e, vem mais forte; pode até chegar aqui em Campo Maior! Lá em casa tá tudo que é copo de vidro e outras coisas de quebrar, no chão; pra não ter o perigo de se espedaçar tudo - isso ele contou em um pequeno comércio no centro de Campo Maior.Recado dado, o Zédideus foi dar uma voltinha no mercado e voltou ao mesmo comércio no qual tinha dado a notícia. Chegando lá, o pobre do comerciante tinha colocado as prateleiras a baixo. Tava tudo no chão!!!.
(Lylian Alves Melo – Neta do Zédideus)

FÉRIAS PRA QUE TE QUERO!

E por falar em Zé Dideus, quando o Sr. Luis Monte (grande homem!), ainda era vivo, o Zé chegava à sua lanchonete e começava a tagarelar, já sabendo o que iria aprontar.
Lá pelas tantas, quando ele notava que o Sr. Luis Monte estava sentado e iria ouvir o que ele dissesse, ele mandava: Daqui a tantos dias estou entrando de férias! Sr. Luis, doido de vontade de dizer alguma coisa, esperava impacientemente, mas começava logo a balançar a perna; a impaciência chegando ao limite. Zé chegava para mim e dizia: depois tu me conta como foi!
Era só ele sair Sr. Luis ia logo detonando: Tá vendo? Isto é só pra mangar da gente. Nunca trabalhou e ainda fala em férias!!!
O Zé Dideus era motorista do Ministério da Saúde, lotado em Campo Maior. Vem de longe, a fama de vida boa do funcionalismo público.
(Hélder Andrade - Empresário e amigo do "Zé")

16 comentários:

NEVILLE PAZ disse...

Neto,
Amanhã, dia 15 de novembro é o aniversário do seu estimado pai Zé Dedeus, quando estará completando 80 anos. Apesar do monte de anos, ele permanece jovem de espírito e fisicamente. Coincidentemente, e ele sabe disto, 15 de novembro também é o dia em que eu nasci. Transmita ao meu especial amigo Zé Dedeus os meus sinceros votos de FELIZ ANIVERSÁRIO.

zan disse...

Zé de Deus, como todo bom contador de lorotas, é meio esquivo e só se atreve a mostrar sua arte para os mais chegados... O máximo que eu consigo dele aqui é um breve cumprimento de mão à distância quando cruzo com ele pelas ruas do centro...

Judilão disse...

Zan, por falar férias do seu Zé de Deus. Tu ainda ta de férias sujeito?lo

Edmar Oliveira, disse...

Neto, recupere essas histórias que são deliciosas...

José Miranda Filho disse...

Eu não tive aproximação com o seu Zé Dedeus, mas lhe conheço a fama de excelente motorista, especialmente do Ministério da Saúde (o Hélder Andrade está é com inveja de não ser servidor público, que nem sempre, nem todos, têm a "fama de vida boa"; é só perguntar ao seu Zé Dideus), além de contador de ótimas histórias de "1º de abril". Já com o seu pai, "seu Dideus", tive muitos contatos. Estava frequentemente no seu estabelecimento comercial, comprando produtos que vendia. Certa vez, achando-me encostado ao balcão, não tendo notado sua aproximação por trás de mim, senti uma mão pousar no ombro. Virei o rosto para ele e o cumprimentei. Seu Dideus, então, rindo, disse: "Está vendo o que é pessoa civilizada? Coloquei minha mão sobre você, e calmamente respondeu à minha saudação. Se você fosse um matuto, no contato com a minha mão, teria dado o maior pinote do mundo, pelo susto, e ainda me teria dito um desaforo."
Sim, parabéns ao grande aniversariante. E ao outro, do dia de hoje também, o grande Neville Paz do seu Zeolímpio.

Alfredo Ibiapina disse...

O Zédideus de doido não tem nada, ele é muito é criativo e o filho tem pra quem puxar. Falar em doido, até o doutor Castanho da novela aí em cima achou as loucuras engraçada do Zédideus deliciosas. Zédideus depois de véi virou celebridade. Meu pai é que era amigo dele.

zan disse...

Judilão, férias é um estado de espírito, cara, relaxa... é como filar jantar, almoço, lanche... tem que ter arte... agora mesmo cheguei na casa de um amigo por volta de 10 e meia, deu 11 horas o cara já tava falando pra mulher: "tem que fazer um peixe, o véi não come carne", eu, não, vou ali na budega e trago uns ovos, uma lata de sardinha e uma coca dois litros... comi feito um bispo e ainda trouxe o da janta... tu quer mais? Vai aprendendo...

Milton - de Goiânia disse...

Pessoal, está tendo literatura da melhor qualidade no final dos comentários do post: "Fazendo História"! Isto sim, enriquece o nível cultural do blog, e de resto, o nosso. Eu é porque sou curioso e não me conformo de ler estas matérias uma vez só. De quando em vez, vou lá no túnel do tempo e me aprofundo mais ainda. Experimentem o clima de romance que todos tivemos e que o perverso sr. tempo, com muita competência, detonou. Vai lá tomém, Zan.

Simão Pedro disse...

Outro dia encontrei com essa grande figura aqui em Teresina,bem ali no centro do Macacau, estava e sentado de perna cruzada na porta de uma budega, curioso fui logo perguntando... O que tu tá fazendo por aqui homem? ele sorriu e respondeu...Hum! tô só olhando o movimento. Sorri para ele e sai dali feliz com o encontro. Homem simples,humilde e de bem com a vida; parabéns Zé de Deus, muita saúde e paz.

Gracinha Torres disse...

É isso ai!
Feliz Niver para você também Neville!

zan disse...

Milton tou contigo que o que é bom tem que ser degustado aos poucos... o pior é que às vezes eu demoro a achar as coisas... a idade, a idade...

João de Deus Netto disse...

Simão, ali no bairro São João(macacau), próximo à praça do 5º Distrito, mora minha irmã Rosângela, casada com o fazendário João de Deus (marrotro!)e com netos já todos formados. Ficou intrigado do porque ele está por ali? Toda vez que tem grandes datas festivas em Campo Maior, ele se "retira" pra lá, onde, pra variar, conhece todo mundo!!! Minha irmã aproveita e pega a estrada com a família, deixando o papai cuidando da casa, lendo jornal, escutando rádio AM, conversando com os nativos e se preparando pras coisas ficarem em "paz", em Campo Maior, pra ele voltar. A próxima ida pra THE será nas festas de fim de ano.
Sem nenhum sentimento de culpa. É a velhice.

João de Deus Netto disse...

Um ajuste: os "nettos" do papai, senão minha irmã fará questão de esclarecer. Essa rotina do papai ficou sem graça por causa da morte do Sr. Gilberto Mendes Farias, o amigo que vasculhava a capital com ele e outros dois, no máximo.

Simão disse...

Neto, eu sei que tua irmã mora ali bem próximo,eu já tive na casa dela.Ali também no São João eu tenho um pequeno comércio.Minha admiração foi porque eu não esperava ver teu Pai ali, batendo papo, tranquilo, olhando o movimento. O Zé de Deus deve ter sentido muito a partida do Seu Gilberto, eu vim saber tres meses depois. Papai também era um grande amigo dele, era uma pessoa muito querida para nós.

José Miranda Filho disse...

Milton - de Goiânia -, faço exatamente como você. Estou também, de vez em quando, revendo matérias com a intenção de buscar novas manifestações que possam me interessar. Às vezes, embora com atraso e, quem sabe, nem seja(m) vista(s), expresso a(s) minha(s). É próprio de mim.

Anônimo disse...

Cara não sou amigo de seu pai, sou amigo do Celino, o famoso Papilina, mas contam que um dia o Sr. Gilberto Mendes Farias, que Deus o tenha, chegou em sua casa procurando o Dideus e ele foi logo se escondendo e pedindo para a sua mãe ir dizer ao Gilberto que ele não estava e sua mãe meia encucada perguntou: "Por que tu não vai receber teu amigo ? " e ele respondeu todo sério: "Eu não posso por que ele estar doido para eu avalizar um cheque para ele, e não posso fazer isso ". Sua mãe toda desconfiada foi despachar seu Gilberto, quando ele falou: Espera mulher tou brincando. Maravilha essa, gostei demais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...