segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O João da Menina da Ladeira...


Por Marcelo Bona - Rio.21.08.11.

Neste momento ouço a propaganda da Auricedina e agora da pasta de dente, após ter ouvido "Menina da Ladeira"! Meu prezado amigo e leitor Zé Miranda, o João Só realmente já subiu! Eu morava no eixo Salvador/Brasília e sei disto porque ele era irmão de um Comandante da Transbrasil de nome Fortes, muito meu amigo e que também, já subiu! Quando calhavam as escalas, minha e dele, tínhamos um compromisso de passar “rasante” sobre Campo Maior, na ida pra Fortaleza, e no dia seguinte, na volta, o “rasante” era em União, terra onde nasceu, ele, comandante Fortes e seus Irmãos, ai incluído o João Só!
Também voaram comigo, dois filhos do Fortes, Tito (Mora hoje em Salvador) e Carlos Fortes (Mora hoje em BSB). O primeiro continua voando na Gol e o segundo já está aposentado!
Para relembrar a quem teve a oportunidade de fazer este voo 490(BSB,THE,FOR)491(FOR,THE,BSB), LÁ PELOS ANOS DE 81/82, e que foi encerrado devido ao entendimento dos “expert” que diziam "não era um voo produtivo", e nós que estávamos dentro do avião, dizíamos o contrário. Deram ouvidos para aqueles que ficavam atrás de mesas falando merda - com o perdão da palavra! Este voo durou apenas cinco meses e meio, e sob nossos protestos, encerraram! Tanto é, que depois colocaram um “corujão” (madrugada) que vinha de Fortaleza para Belém, passando por Teresina, e a volta, Belém para Fortaleza, também pela capital do Piauí. Tudo na madrugada!
O Zé Miranda está cobertinho de razão quando diz que ele, João Só, queria ser "baiano", motivo este que deixava o “velho Fortes” muito prostituto da vida com tal procedimento do irmão! O Fortes foi Comandante da Unidade Militar da Aeronaútica na Bahia por muito tempo, além de um grande sujeito, amigo, baita profissional e um PIAUIENSE acima de qualquer suspeita - FORTES! O outro, só, como o nome diz, só fez essa música!

Parabéns Netto de Deus a rádia é muitchuu boa! Tou ouvindo agora o Altemar Dutra! Saudações a todos OS CAMPOMAIORENSES ESPALHADOS POR ESSE MUNDÃO DE MEU DEUS!!!

@@@@@@@@@

Da Rádio BITOROCARA

João Evangelista de Melo Fortes, ou simplesmente João Só, nasceu no dia 3 de novembro de 1943 (e aqui, Marcelo, dizem na internet, que foi em Teresina), filho caçula da família que já contava com 11 irmãos, mudou-se ainda bem cedo para Salvador na Bahia, onde passou boa parte da infância e da vida. João Só era portanto, como ele mesmo costumava dizer - e o Marcelo Bona reforçou -, "baiano de coração"!
O cantor/compositor veio a falecer de infarto no dia 20 de junho de 1992, quando descansava na casa de sua família em Salvador, aos 48 anos de idade e já esquecido pelo público. Em cerca de 20 anos de carreira, gravou 15 discos e algumas fitas, compôs mais de 40 músicas gravadas e fez centenas de shows por todo o Brasil.
O João lamentava que  só não ficou rico porque andava em companhias erradas(?), ao ponto de não saber que para receber os “milhões” de direitos autorais da música campeã das paradas de sucesso, ele teria que ser registrado no SDDA – Serviço de Defesa dos Diretos Autorais, da época.  
Deixou, além do trabalho, o único filho Richard Evangelista Fortes.

Fonte: Amigos do João Só na internet



9 comentários:

João de Deus Netto disse...

Marcelo, quer dizer que aquele ronco de turbina que meu pai escutava de madrugada, quase rente a cumeeira da serra, tirando fino na torre da Embratel do morro da Caiçara, era tu e teus irresponsáveis?!!! Só podia ser!
Marcelão, já pensou se o Elmo e o Júnior Araújo tivessem seguido a mesma profissão; no mesmo voo... Vou mudar mudar a prosa, senão... Até o cabra da música Only You tá soluçando aqui no meu pé do ouvido... Quááá!!!!

Horácio Lima disse...

Rapaz, observando as feições do rosto, me fez lembrar outro cantor egípcio Demis Roussos que nos anos 70 fez grande sucesso com a balada romântica Forever And Ever (Para sempre e Sempre). O fundo musical Linha do Orizonte (Azimuth) condiz com a biografia do saudoso João Só dedilhando com seu violão em outras dimensões.


HL/SP

Netto de Deus disse...

Zé Miranda, a Antônia Lima, filha do Luciano Miranda, entrou em contato comigo pelo Facebook. Passei o link do blog. Conheces?

João de Deus Netto disse...

Informo-lhes que ontem foi (mais) um dia histórico para o blog, com a quebra da marca de visitas em um só dia - isto vem acontecendo desde que a rádio Bitorocara foi pras Ondas Tropicais da WEB. Os registros de hoje do provedor Blogger (9:00h), já indicam que essa marca será quebrada novamente, até às 19:00h, antes e depois da Voz do Brasil...rs rs .. Que não transmitimos.
Antonces, parabéns pra nós todos!
Daqui pras festas de fim de ano, teremos mais novidades.
Té mais!
PS. A concentração na Rádio Bitorocara é tanta, que estão esquecendo até dos "comentários".

JOÃO PEREIRA disse...

Netto, pouco a pouco você vai inserindo "na rádia" músicas representativas dos mais diversos estilos, em comum o fato de terem marcado época em nossa querida Campo Maior.
Foi muito bom ouvir Evaldo Braga com sua "cruz bastante pesada". Foi um brega que fez muito sucesso.
Algumas músicas marcaram o tempo que vivi em Campo Maior, desde a lembrança mais antiga, ouvindo na Petisqueira "receba as flores...", passando pela adolescência ouvindo "Ben", na voz o Michael Jackson, os Novos Baianos entoando "preta, preta, pretinha...", "Ovelha negra" na voz da Rita Lee, e uma bem brega eu tocava na amplificadora do Armazém Piauí, que tinha um trecho assim: "... quando a beleza da rosa, uma das flores mais formosas...". São músicas, dentre muitas outras, que têm o poder de me transportar instantaneamente no tempo e no espaço, levando-me a Campo Maior em tempos idos que a memória afetiva registrou como muito felizes.
Eu já tinha o hábito de acessar o Bitorocara quase todos os dias. Agora, faço-o diariamente, sem exceção, e ainda que não haja nenhum novo post mantenho a página aberta para ouvir o repertório da "rádia".

Marcelo Bona! disse...

O cabelo, dono do resturante "Elmo", smana passada foi prá Fostaleza pruma sirimoia e ligou fazendo a seguinte pergunta:"Onde seria o melhor lugar prá sentar no avião?"Respondi: Do lado de fora! O homi correu prá farmácia para comprar um pacote de frauda geriatrica!Voltou de carro!
êita, agora tá parecendo a pitisqueira do Vela Branca!Tocando "LEMBRANÇA"!
VOU AQUI LEMBRAR UMA FRASE MUITO DITA POR MUITOS SÓ QUE NO BAR DO PRIMO ANTÔIM MÚSICO:DESCE MAIS UMA PUÁCA E TRAZ AS BOLAS E O GIZ"

JÚNIOR ARAÚJO disse...

AGORA TU MERGULHOU MESMO NO TEMPO MARCELO...
E QUANDO O PUACA TRAZIA A BRAHMA, ELA PARECIA QUE VINHA DA SIBÉRIA, CHEIA DE GELO...
DEPOIS VINHA COM UM MONTE DE PEDAÇOS DE GIZ...
KKKKKKKKKKKK...
PUACA AINDA TEM PASTEL?
VALEU MARCELO, PELA LEMBRANÇA DA FRASE...
ABRAÇOS

José Miranda Filho disse...

O João Só faleceu? De infarto, em 1992, com 48 anos de idade, na "sua" cidade de Salvador? Sabem que eu não me lembro de que já sabia dessa triste ocorrência? O João era "só", apesar de tantos irmãos que tinha?! Quanta vocação pra solidão! Hein, Marcelo? Hein, João de Deus?
Eu "só" conhecia a "Menina da Ladeira", ou será que minha memória está tendo problemas? O que há com minha memória também é que fatos não sei se o são, ou se se trata de sonhos. Por exemplo, ela me sinaliza o fato de que o João Só se apresentou uma vez em Campo Maior, no Cine Nazaré, década de 60 ou 70. A casa lotou, não cabia mais nem "mosquito ensebado".

José Miranda Filho disse...

João de Deus, a Antônia Lima é minha prima em segundo grau, bonita moça, filha do Luciano Miranda Lima com a segunda mulher. Mãe e filha, como o Luciano, comercialinas doentes, de vestirem a camisa e conduzirem a bandeira do clube; ele foi presidente do Alviceleste.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...